sexta-feira, 20 de maio de 2016

Feira do livro de Nisa


Semana Cultural de Fronteira e Feira do Livro


"Uma sombrinha cor-de-rosa" de Maria Isabel Borralho

Maria Isabel Borralho lança livro infantil

Cuba com semana da leitura e feira do livro

Cuba com semana da leitura e feira do livro

"Arcélis, cara de boi" de Carminda Contradanças

Livro Infantil "Arecélis, cara de boi" foi apresentado em Elvas
Livro Infantil apresentado sábado na biblioteca de Elvas

"A Profecia" de Sandra Casaca




Livro "A Profecia" apresentado em Vila Viçosa

Tertúlia de mediadores na biblioteca de Beja

Tertúlia de mediadores na biblioteca de Beja

"Porque Metade de Ti era Viagra e a Outra Metade Prozac…" de Hugo Lança


Porque Metade de Ti era Viagra e a Outra Metade Prozac…
Autor: Hugo Lança
Data de publicação: Fevereiro de 2016
Número de páginas: 332
ISBN: 978-989-51-6276-5
Editora: Chiado Editora

Sinopse
"Ela olhou-o, de olhos fixos, contemplando-o, esboçou um sorriso, que dissimulava uma confiança que não tinha, deixando-se ficar, desejando que ele se dirigisse a ela, lhe perguntasse o nome, a tomasse nos braços, a beijasse de forma apaixonada, a resgatasse da sua estúpida existência, se revelasse o príncipe encantado dos contos de fadas, que a ajudasse a enterrar para sempre os seus fantasmas, a amasse com devoção e sem pudor, que vivessem feliz para sempre numa luxuosa cabana, com seis filhos agarrados, ouvindo o crepitar da lareira. De mãos dadas. E um cão. De preferência castanho e com olhos amarelos."

Hugo Cunha Lança nasceu em Beja no dia 22 de fevereiro de 1975, cidade onde escolheu residir. Orgulhosamente um rapaz simples da província, viveu em Lisboa para se licenciar em Direito e mais tarde regressou amiúde para se tornar mestre pela Universidade Católica de Lisboa. Posteriormente voou com regularidade para o Porto, onde realizou o Doutoramento em Direito. Profissionalmente exerce funções docentes no IPBeja, depois de se ter iniciado na academia na Universidade Moderna de Beja; advogado (com inscrição suspensa) é jurisconsulto, conservador-liberal e (infelizmente) agnóstico.

Cronista/comentador na comunicação social regional (embora atualmente em licença sabática, procurando refletir), durante anos (demasiados!) alimentou um estranho blogue, tem publicado artigos sobre Direito Comercial, Direito da Família e sobre Direito e Internet.

Concomitantemente, organiza conferências, faz apresentações em jornadas e congressos e escreve prosa que sempre se recusou a ser lida propor terceiros. Até agora...